Arquivo por categoria Uncategorized

Vem aí…

Abri a globo.com e as chamadas das novelas estão um amor, só coisa leve, vê só…

Felix e César tão nesse mimimi que parecem duas crianças, um conta pra professora que o outro chamou de feio, o outro conta pra mãe que ele mordeu o braço e assim vai. Agora Félix adultíssimo agride a recrutadora depois que perde o emprego e descobre que tá na vala, queimadíssimo no mercado. Que fase.

VOCÊ ERA MÁ COM AS CHIQUITITAAAAAAAAS

Niko vai pedir um exame de DNA pra descobrir se o filho é dele ou não. Bom, acho que todo mundo sabe que vem muito fuá aí e pena que coleta de sangue é um procedimento simples porque seria uma boa oportunidade da Amarilys morrer em uma mesa de cirurgia.

Bruno, o coxinha da perifa, vai descobrir que Glauce matou sua esposa na mesa de parto por amor e etc, quer dizer, todo mundo mata, rouba, joga fulano na caçamba, desvia, faz procedimentos médicos ilegais e a única pessoa presa até agora foi o Atílio por ter casado com duas mulheres. TÁ SERTO.

Em Joia Rara, Ritinha dá uma regulagem em Nilo (desculpa gente, não superei Avenida Brasil ainda), ou seja, não importa, alguém vê essa novela?

Ainda em Joia Rara, é a vez de Franz (Bruno Gagliasso) depor contra o pai que vem a ser o Nilo, quer dizer, todo mundo é contra a pessoa. Mas também não importa. NEXT.

Nossa, tão investindo pesado mesmo na divulgação de Joia Rara, aqui Franz descobre que Viktor tem um caso com uma fulana aí, fica com mágoa de cabocla e diz “eu sou um idiota”, não amigo, é corno mesmo.

Eta povo equilibrado, no aguardo dos próximos capítulos.

Tags: , , , , ,

Top 5: Aberturas de novelas que me marcaram.

Eu tenho uma mania, mesmo que eu não vá assistir uma novela, por horário, falta de identificação ou qualquer motivo que seja, tenho um compromisso interno de ver pelo menos a abertura uma vez, preciso sentar, assistir toda a abertura e não vale o encerramento dos primeiros capítulos que passam ela completa com o letreiro, tem que ser quando começa mesmo, de preferência na primeira semana. Bom, TOCs à parte, listei cinco aberturas que me marcaram de alguma forma e claro que há outras que também poderiam entrar na lista, mas vamos deixar para outros posts futuros.

TROPICALIENTE: É uma das aberturas mais simpáticas e bem boladas que me recordo. De uma forma divertira, ele mescla o contexto da novela, a trilha sonora e cria uma ilusão de ótica com referências ao tema. Não tinha como assistir sem querer estar no meio daquelas pessoas e cantar junto.

A PRÓXIMA VÍTIMA: MORRIA de medo dessa abertura, da música da Rita Lee, dos rostos mesclados, dos tiros, das pessoas sumindo e ficava intrigadíssimo (tinha 9 anos) com “O frio de São Paulo me faz transpirar, sou vítima da sua janela indiscreta”, que me dava uma sensação de ser observado o tempo todo, que era a ideia de paranoia da novela.

ÉRAMOS SEIS: Sim, o SBT já produziu novelas boas, muito boas inclusive (assunto pra outro post) e uma das melhores obras, não só do canal, como da teledramaturgia brasileira, foi Éramos Seis. A abertura era uma mescla de imagens reais e o desenvolvimento dos personagens centrais, era bem triste acompanhar a novela, os acontecimentos e ao mesmo tempo ver a família bem e feliz na abertura todos os dias.

FERA FERIDA: Talvez essa tenha sido a abertura que mais me marcou até hoje. A música, a câmera que passeia por paisagens incríveis e os nomes dos personagens saltando na tela, tudo muito orgânico e misterioso com o vulto da tal “fera” aparecendo em alguns momentos criaram um contexto além novela na minha mente e até hoje consigo sentir a mesma sensação ao assisti-la.

AVENIDA BRASIL: Lembro do primeiro dia de novela, todo mundo na expectativa, Carminha sendo incrível, Ritinha sendo incrível, muito drama, muito grito e de repente… OI OI OI… A abertura da novela era kuduro, pessoas dançando e geral pensando WTF!!!!! O assunto era o mesmo em todo o twitter “como aguentaremos meses de kuduro nessa novela?” e o milagre aconteceu, a abertura, a mesma abertura diária, era um dos momentos mais esperados da novela e uma cascata de OI OI OI invadia as redes sociais, gerando protestos quando ela não era exibida às quartas-feiras pelo capítulo ser menor. Avenida Brasil foi uma grande novela com uma grande abertura.

http://youtu.be/4V2EFd_8K1A

E vocês? Quais aberturas te marcaram?

Tags: , , , , , , , , ,

Perdeu, Félix.

E enfim, Félix será desmascarado numa daquelas reuniões de família bem fuazentas de Amor à Vida. Na frente de todo mundo, César e Bruno irão reunir um dossiê provando que foi o vilão quem jogou a sobrinha na caçamba (e eu não consigo ouvir essa palavra sem cantar mentalmente “traz a caçamba, traz a caçamba [/molejão]”, desculpem minha falta de maturidade.).

Bom, muito chocante, muito revelador, mas o melhor mesmo são as fotos de divulgação da cena que dizem tudo por si só, na verdade dizem bem mais.

César com cara de velho babão “IH GENTE, DESCULPA, SUJEI A FRALDA” e Aline sempre com o jeitinho de superior olhando pra Pillar e pensando “MULHER, MELHORE”.

Pillar estarrecida que gastou outro vestido brilhoso e caríssimo pra ouvir desaforos mais uma vez. Mas o melhor dessa foto foi a legenda.

ESTUPEFATO, quem usa essa palavra plmrdds?

Paloma e sua make, numa clara homenagem à animação Kung Fu Panda, está pronta para vingar-se do irmão aplicando o golpe mortal dos cinco pontos de pedância.

E pra finalizar…

Jonathan-Precisamos-Falar-Sobre-o-Kevin, que ficou arrasado, estarrecido, chocado, deprimido e até  ESTUPEFATO com a notícia. Dá pra ver no olhar. Um talento esse menino.

As cenas vão ao ar no dia 18 de novembro.

Tags: , , , , , , ,

Anteriormente em…

Sabe quando a novela é tão boa que tu começa a imaginar que seria ótimo acompanhar uma série sobre aquilo, o que faria o prazer de rir ou se emocionar durar por anos, temporadas e temporadas, bom, na verdade a novela nem precisa ser tão boa, mas sempre há pelo menos um núcleo que adoraríamos poder saber o que aconteceu com os personagens depois que a trama acaba. Listei cinco núcleos amados que poderiam viver eternamente em nossas tvs no formato de episódios semanais.

A Raposa Felpuda – Agora apenas imaginem uma série que contaria com Nazaré Tedesco, a maravilhosa vilã de Senhora do Destino. Semanalmente a personagem confabularia e seduziria tudo e todos para poder sobreviver. Vivendo fugida (vamos fingir que ela não morreu) no interior do Piaui, Nazaré sobrevive de pequenos golpes em caminhoneiros e atendimento no cabaré local, conhecida como a Raposa Felpuda, a loira está juntando dinheiro para poder voltar e se vingar da anta nordestina.

É Divino – O Bairro fictício criado para Avenida Brasil era tão maravilhoso que até o núcleo Cadinho ficou bom quando foi morar lá. Seria incrível poder acompanhar toda semana um fuá novo de seus vários núcleos. Família Tufão, Suellen, Olenka, Carminha (claro que ela deveria se mudar para lá). Assunto e bons personagens não faltam, alô João Emanuel Carneiro, já quero na programação 2014.

Ellen e Leona, as subs – Cobras e Lagartos era uma novela incrível, mas não tinha nada melhor que acompanhar as brigas e diálogos cheios de cinismo entre Ellen e Leona, cada uma chamando a outra de “sub” dependendo de quem estivesse por cima da carne seca na trama. Agora imagina uma série onde elas, falidas e abandonadas, mesmo se odiando, dividem um apartamento no subúrbio carioca e trabalham em uma lojinha de bairro, passando por cima de todos para ver quem conseguiria a promoção de gerente e assim ter sua própria salinha e poder atender celular durante o expediente.

As Normas de Norminha – Caminho das Índias não deixou saudade, mas Dira Paes reinou absoluta com seu papel da fogosa Norminha, que dopava o marido Abel todo dia para ter encontros amorosos com outros homens. Apenas quero uma série onde mostre a rotina do casal Norma e Abel, os amores, as mentiras e a interpretação abusada da Dira que é sempre incrível.

A Vida da Gente – Foi uma novela curta, com poucos personagens e muita emoção, seria o formato ideal para que houvesse uma continuidade usando da mesma sensibilidade e naturalidade para abordar casos semanais sobre os problemas e questionamentos da vida real.

Bonus: Valdirene de Amor à Vida PRECISA virar personagem de uma série fixa após o término da novela, não incluí na lista porque não aguento mais o núcleo dela que gira, gira e para sempre no mesmo lugar com aquela mãe gritadeira, mas a personagem e Tatá Werneck são maravilhosas demais.

E você? Qual novela ou núcleo gostaria de ver na tela da tv toda semana e por longas temporadas?

Tags: , , , , , ,

Analisando: Pilar x Aline

Pra quem quer rever ou ainda não viu, tá ai a cena onde Pilar da uma “””””””””””” surra””””””””” em Aline:

Pilar não é uma senhora preparada pra uma boa briga. Não mesmo.

Aposto que o Brasil tava esperando algo como soco inglês, cabo de vassoura ou, no mínimo, umas unhas bem afiadas pra desfigurar a vagabunda.

Ja ajudamos o Walcyr a arrumar a abertura da novela, tá na hora de ajuda-lo a construir uma cena melhor com Pilar x Aline

Primeiro de tudo: A adversária nunca pode apanhar em um lugar confortável. Jogar a vagabunda em cima da cama é um crime que não se deve cometer.

A coisa tem que ser do chão pra baixo, fica muito mais fácil quebrar uma costela.

Falando em quebrar costelas, essa coisa de tapa na cara tá MUITO fora de moda. O que pega agora é BICUDO. Isso mesmo, quem entende da coisa chama chute de bicudo. Uns bons bicudos nas costelas pra deixar a adversária sem ar são completamente aceitáveis.

O marido traidor também não pode ficar ileso. Claro que nenhum pamonha iria agir igual ao Cesar, que tava igual o Dalai Lama parado, querendo a paz sem fazer NADA.

A esposa traída tem que, pelo menos, atirar algo nele. O público clama por um marido canalha apanhando nem que for um pouco.

A vagabunda não pode falar muito. Um soco na boca ou no queixo é sempre plausível na cena

Resumindo? Pilar já foi muito melhor de briga, e eu sei que vocês lembram…

Se vira, Walcyr. Queremos mais.

Tags: , , ,

Amor á vida: Vamo muda essa abertura aê

Já se parram 75 meses que Amor á vida tá no ar e nos ainda não entendemos a abertura da trama.

Do começo: Daniel cantando.

Muita, MUITA enfase na hora de falar VIDAAA VIDAAA VIDAAA que chega estourar o tímpanos de todos nós, fazendo com que desejemos a MOOORTE MOORTE MOOOOORTE, ou não?

Nem paloma sofreu tanto até agora quanto Daniel cantando.

Ok, vamos ao BALLET CONTEMPORÂNEO. No sense. Duas figuras desenhadas se arremessando o tempo todo, o que faz sentido: nenhum. Daí vem o mix de Harry Potter, os bailarinos de tranformam em pássaros e se teletransportam: toda hora.

Vamos mudar essa abertura, Walcyr? Nós no noveludo temos alguma sugestões:

Coloque uma música bem fúnebre, pode até ser a própria marcha fúnebre, combina muito com a cara da Paola. Faça um mix da marcha com um reggae, que faz alusão ao personagem Ninho, claro.

Daí, Paola entra fumando um baseado, e rachando o bico de rir do Bruno. Do nada, a criança escorrega por baixo da saia dela e cai direto nos braços do Bruno. Isso facilitaria muito o trabalho do pseudo pai e da bicha má, a Félix.

Depois, mostre a criança já crescida, a Paulinha. Faça uma cena onde a menina corre do Brasil até o Peru, superando todos os obstáculos do Lúpus, que é uma doença super tranquila, afinal em um mês a gente vê que a menina tá totalmente curada.

Finalize com uma cena bem chorumelenta, o casamento de Paola e Bruno, em um salão baixa renda la na periferia, onde todos são felizes o tempo todo. Amarilis e o casal gay aparecem como toque final, todos dançando a conga com a criança no colo, no caso filho dos 3 e de quem mais puder.

Pronto, viu como é fácil, Walcyr? Eu ia até sugerir algo com o Fúlvio Stefanini, mas ele não ta cabendo na minha Tv.

Obrigado pela atenção.

Tags: , , , , , ,

Noveleiro que se preze…

Assiste ao Ex-Tricô com o @Teledramaturgia!

A Boa Fase das Novelas Da Globo


Foi o que conseguiu o capítulo de ontem da novela Avenida Brasil, que eletrizou o telespectador com a vingança cruel da personagem Nina contra Carminha. Foi no centésimo quarto capítulo da novela, que Débora Falabella brilhou como todos que apostam e confiam no seu trabalho esperavam que ela pudesse ter a chance de fazer. Adriana Esteves não faz por menos; É cena boa atrás de cena boa, sem deixar nenhum vestígio de saudade na gente daquela vilã descabida da última novela das nove.

É bacana deixar claro que o sucesso da novela e das personagens não é mérito apenas das duas. A trilha incidental, a direção caprichada, a fotografia (que tenta mostrar um novo jeito de fazer novela) contribuem e em grande parte com esse alarde todo que Avenida Brasil têm promovido nas ruas, nas redes sociais e nos comentários positivos que ouço por onde passo.

Com o perdão do clichê, mas "com um desejo enorme de revolucionar", a novela Cheias de Charme (também) está num dos seus melhores momentos, promovendo (também) a ascensão de "empreguetes" contra patroas. Penha, Rosário e Cida estão ricas, enquanto Chayene e a família Sarmento enfrentam a decadência abrupta, sem chance de socorro. Por falar em Socorro, impossível falar de Cheias de Charme e não mencionar Titina Medeiros, que está IMPECÁVEL como a fiel escudeira da vilã Chay. Parece que o papel foi feito pra ela, tamanha a desenvoltura com a qual ela transforma suas cenas em pequenos grandes espetáculos. Não que as outras atrizes do núcleo central não mereçam destaque, mas não é novidade o talento de Cláudia Abreu, Taís Araújo, Isabelle Drummond, Leandra Leal, entre outros (Exceto Marcos Palmeira que, ao que me parece, foi um erro grave na escalação de elenco. Não achou o tom certo do Sandro até hoje).
Vale destacar que, mesmo sendo basicamente o mesmo assunto (vingança de humilhadas contra opressoras) cada uma está sabendo dosar seus atributos de forma a conquistar os espectadores e torná-los fiéis. Alguns, como eu (risos), são incapazes de marcar um barzinho com amigos, ou um compromisso qualquer, quando o horário coincide com o das novelas.

E, no meio de tanta coisa boa, tem Amor Eterno Amor, pois toda família tem uma maçã podre. Elizabeth Jhin errou na mão de novo, como errou em sua novela de estréia "Eterna Magia" (2007). As cenas são pesadas, os personagens obscuros e nada consegue ser tão atraente aos olhos do povo, ainda mais quando se tem na mesma emissora dois grandes sucessos simultaneamente no ar. Resta torcer para que Elizabeth volte a escrever uma trama mais ágil como "Escrito nas Estrelas" que possa divertir e entreter o telespectador das 18h.
No geral, a Rede Globo deve estar sorrindo de orelha a orelha. Avenida Brasil e Cheias de Charme são sucesso de público e de crítica. Gabriela é sucesso de crítica e tem revelado surpresas no elenco, como o caso de Giovanna Lancelotti como a Lindinalva e Leona Cavalli como a Zarolha. Amor Eterno Amor não está fazendo bonito, mas também não está fazendo feio. E Malhação, bem... Malhação tá entrando numa "nova fase" e agora tudo vai melhorar (mesmo que essa seja a frase que a gente sempre ouve quando vai estrear uma nova historinha).
Para nós, telespectadores, resta pegar um pote de pipoca e um copo de guaraná e esperar as delícias que estão por vir nesses próximos capitulos!

Os Melhores Tweets #OiOiOi100

O Melhor da Semana #2